Salustiano de Zequinha aparentado ainda de Felício das Grotas da Tapera-Ribeiro Grande abaixo meia légua farinha do mesmo saco de Tomázio carregador de jerimum e pegador de fura-melancias do Sítio Capim de Baixo assuntando de tudo um pouco falador contumaz silente de momentos apenas pegador de burro brabo de não levar desaforo pra casa falou: […]

Você chegou onde queriaMas, ainda, há algo maisVocê está bem, como queriaMas, sempre, há algo mais Algo mais da vidaAlgo mais da genteAlgo por desvendarAlgo que vem, de repente Você aprendeu a lidarCom muita coisa que se passouVocê, agora, pode ter acessoA outros nós que não desatou Você se fortaleceuE pode dar conta de siVocê […]

Mexeu com teus sentimentos. Não ficaste bem. Sentiste culpa por mexer na ferida dela. Descobriste que a distância que criaste não é, apenas, um ato de defesa teu. É, também, uma dificuldade de olhar para a dor dela porque dói em ti, também. Ela não quer se ajudar. Talvez por preconceito, medo, falta de recursos. […]

Um apelo especial em nome de todas as mulheres de baixa estatura e voz suave: não somos frágeis. Não é agradável falar das recorrentes primeiras impressões dos outros, com suas expressões de dúvida, a respeito de a nós ser concedida determinada (ou qualquer) tarefa. Somos capazes. Aos motoristas de coletivos, por favor: temos vozes. Um […]

Quem tem um timbre de voz diferenciado e marcante deve ser grato pelo resto da vida e não deixar passar a chance de utilizar esse dom. Imagina alguém escutar a sua voz, independente do momento, ou de ruídos ocasionais, ou de qualquer melodia desconhecida, e reconhecer você. É sublime. É uma bênção. A voz é […]

Tenho descoberto aquilo que me faz bem Não precisei perguntar pra ninguém Eu sabia que era assim, mas não sabia como fazer É natural buscar e, na busca, se perder Tenho convivido com menos amigos E a solidão tem me feito feliz Estou cheia de mim Estou cheia do que me agrada Estou pronta pra […]

Ontem, sonhei com o perdão que eu ia te darAbri a porta e te vi tão compenetradoEsperei ver teu olhar, teu rostoDepois, eu me perguntei o por quêO medo é aquilo que não nos deixa mostrar Naquela sala, senti pressão e exclusãoLembro esperar o momento de ser ouvidaQuis despejar o erro alheioEu quis culpar alguém […]

Só respire fundo e prossigaFeche seus olhos e ouçaAs mensagens estão implícitasSó entenderá pouco a pouco Não pense que é tempo perdidoCada escolha guarda uma promessaApenas, caminhe para a frenteE os bons sentimentos preserve Descanse por tempo precisoE não se desalinhe de orarDe se conectar consigoE de continuar a buscar