Minha história com Brigas nunca mais

Brigas nunca mais  é uma música de 1959. Foi lançada no lendário álbum Chega de saudade, um marco na história da Música Popular Brasileira pois trazia ao público a primeira apreciação do movimento Bossa Nova quando sua ilustre tríade, representada por Tonzinho (Tom Jobim), João Gilberto e o Poetinha (Vinicius de Moraes), se juntou para apresentar os primeiros resultados daquela parceria. Nossa, como eu amo o Vinicius! Tudo começou quando decidi montar um projeto com as músicas que ele letrou no ano de seu centenário. Fui até a biblioteca pública da cidade mais próxima e arranjei a biografia dele para ler. Devorei aquele livro, de nome Vinicius de Moraes: O poeta da paixão: Uma biografia, de José Castello. Após cinco anos daquela leitura, ainda, lembro de tantas passagens, tantos sentimentos ao entrar em contato com aquelas histórias, tanta vontade de ter sentido os ares da Bossa Nova, a época em que Vinicius vivia… Eu me apaixonei pelo jeito errante e romântico dele, pelos poemas, pela maravilhosa maneira de escrever as letras daquelas músicas, beirando à perfeição em algumas e, em outras, sendo, honestamente, perfeito! A prosódia, completamente, condizente com as melodias. Vinicius é um amor e um ideal na Literatura e na Música, para mim. Sempre, será. Penso nele, ouço a obra dele e, sempre, me emociono. Consequentemente, e por tabela, amei e amo os parceiros de composição dele. Certamente, ao ler suas biografias, o amor só aumentará, também. Esse povo, inegavelmente, fez história.

Pois bem, ao entrar em contato com as primeiras pesquisas da disciplina de Canto Popular, no curso técnico do Conservatório de Música, eu sabia que deveria cantar Bossa Nova. Trouxe Vinicius e Tom comigo. Eu, tão verde, nunca havia pisado em um palco de verdade pra cantar. Havia cantado em salas, mesmo quando cantei em eventos, eram grandes salas. O Conservatório tem um auditório que imita um teatro, tem um palquinho com direito a escadas pra alcançar. Foi neste dia que tomei a decisão de nunca mais cantar de salto. Minhas pernas tremiam e parecia que havia um grande parafuso em cada salto pois não saíram do mesmo lugar durante as quatro músicas que cantei. E Brigas nunca mais estava entre elas. Uma música fofa, sabe? Que transmite a sensação de um amor leve, com briguinhas à toa, e doces reconciliações. Chega a ser um pouco cômica a forma de se falar de amor, nela mas, sem dúvida, uma forma linda onde o mesmo amor se demonstra forte e inabalável às tempestades.

Tempos depois, durante o curso de Violão Popular em outro Centro Musical, sugeri ao meu professor tocá-la na audição de alunos. Aí pude cantar e me acompanhar tocando. Pense numa coisa gostosa! O violão me dava uma sensação de segurança, o gosto pela música me fazia ter vontade de dar o meu melhor. Não que eu seja uma Brastemp, mas pense num sentido que esse fazer me traz! Foi com Brigas nunca mais que me estreei tocando e cantando no canal. Postei e saí correndo. Não divulguei em canto nenhum até a escrita deste post que levará o vídeo em anexo. Quando gravado, era pós São João mas, no Nordeste, vocês sabem, o São João só acaba quando chega agosto. Então, havia som nas alturas na casa dos vizinhos, menino estourando os fogos que sobraram da noite de festas, etc. Eu estava criando coragem para gravar. Gravei e postei como uma maneira de dizer pra mim que faz sentido começar, mesmo que não esteja perfeito, mesmo com vergonha. Deixei a sonoplastia dos fogos sobreviverem ao vídeo pois quando eu poderia imaginar que depois que eu cantasse a palavra “chegou” haveria uns fogos, estourando? Foi como uma sonoplastia contratada: “olha, quando eu cantar que a moça chegou, solta uns fogos aí, beleza?”.

Gosto desse vídeo. Após ele, não voltei a gravar (kkkk). Mas vou voltar porque sei que o sentido é a trajetória e não o resultado. O sentido é aquilo que a gente sente enquanto faz o que se ama e como nos projetamos para superar os desafios que surgem, no caminho. Aí foi a minha história com Brigas nunca mais. Aí vai meu cover dessa música para vocês assistirem :*


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s