Querido, eu estou indo embora

Querido, eu cheguei à conclusão de que você gosta do conflito. Eu te amo, mas você se alimenta de conflito. Eu te amo, mas você precisa impor condições e situações, ao seu modo, para ficarmos juntos. Eu te amo tanto que consigo te entender sem ficar com raiva. Eu te amo tanto que consigo compreender que, por ora, ficamos incompatíveis…

Isso não é uma despedida. Somos amigos e o seremos, sempre, no que depender de mim. Mas eu não sou essa mulher que aceita tudo o que você quer sem questionar. Eu não sou essa mulher que não expõe opiniões e pensamentos. Eu não sou essa mulher que passa por cima dos próprios quereres só pra você não ficar com raiva. Eu não sou essa mulher capaz de abrir mão de tanto por alguém que não merece.

Desculpe a franqueza, mas você mudou. Você age como esses homens egoístas, machistas e apressados que contam os minutos para dar prazer pensando no que quer receber, ao invés de viver o momento. Você age como esses idiotas que não prestam atenção nos sentimentos alheios, que não conversam depois da conquista, que são intransigentes e irredutíveis. Você age como esses manés que se acham um grande prêmio. Você age como esses mamões que não conseguem dar conta de uma relação estável, prazerosa, sem briguinhas, nem joguinhos. Desculpe, querido, mas eu não posso ser essa mulher que fecha os olhos para tanta imaturidade…

Posso compreender que você esteja numa fase ruim. Posso te conhecer e saber, com um simples olhar, que você não está bem. Posso saber até das coisas que você não me diz. Posso ser sua amiga, se você quiser. O que eu não posso é perder o meu valor enquanto você se sente perdido. Não posso passar por cima do que é importante pra mim por sua causa. Não tenho disponibilidade para a tua inconstância.

Eu quero tranquilidade, querido… quero conversas agradáveis, confiança no que for fechado a dois, vivências saudáveis e prazerosas. Entende isso? Não é pedir muito da vida, não é impossível de se encontrar. É o que eu mereço. Não precisa ser um amor retumbante. Pode até nem ser pra amar, mas precisa ter respeito. Eu te amo, mas nem o mínimo você consegue me dar.

Fica bem.

2 Comments

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s